Bolsonaro anuncia que vai abrir “sigilos do BNDES” na primeira semana de governo

Bolsonaro anuncia que vai abrir “sigilos do BNDES” na primeira semana de governo

Dados poderão mostrar como funcionava envios de dinheiro público para países estrangeiros

 

por Jarbas Aragão

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, conversa com jornalistas após visita ao Comando da Aeronáutica,em Brasília. (Foto: José Cruz/Agência Brasil)

O presidente eleito Jair Bolsonaro afirmou na tarde desta quarta-feira (7) que está decidido a cumprir suas promessas de campanha em sua primeira semana de governo. Ele abrirá os sigilos do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Conforme lembrou, trata-se de dinheiro público e que o país merece uma explicação sobre seu uso. “Da minha parte, vamos abrir todos os sigilos do BNDES, sem exceção. É o dinheiro do povo e nós temos que saber onde está sendo usado”, destacou.

 

Disse aos jornalistas durante a coletiva que “Na primeira semana já é possível, até para dar matéria para vocês se preocuparem com outra coisa a não ser com o presidente”.

Ao longo das investigações da Polícia Federal nos últimos anos, no âmbito da Lava Jato, a Petrobras acabou recebendo mais atenção, uma vez que o esquema que abastecia as propinas foi revelado.

O BNDES também foi investigado, mas muitos de seus dados estão sob sigilo. Segundo denúncias do senador Álvaro Dias (Pode/PR) existem irregularidades nos contratos desde o primeiro mandato  do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que alterou o estatuto do banco.

Segundo senador, de 2008 a 2014 o valor dos contratos firmados entre o BNDES e as empresas beneficiárias chegou ao montante de R$ 716 bilhões. Como o governo não tinha esse dinheiro, houve emissão de títulos da dívida pública, a juros de 14,25%. Assim, o valor captado foi transferido para o BNDES, que firmou contratos com empresas, como o grupo JBS, a juros subsidiados, que variavam de 5 a 6%.

E o valor oriundo dessa diferença de juros, que chega a R$ 184 bilhões, acrescentou Alvaro Dias, será pago pelo povo brasileiro até 2060.

As informações são do Gospel Prime

Comments

Comentários no Facebook

shared on wplocker.com