Homem é detido após dizer a Lewandowski que STF é “uma vergonha”

Homem é detido após dizer a Lewandowski que STF é “uma vergonha”

Campanha #MePrendeLewandowski foi o assunto mais comentado do dia no Twitter

 

por Jarbas Aragão

 

Viralizou nas redes sociais o vídeo onde um homem critica o ministro Ricardo Lewandowski, no interior de um avião. Após dizer que o Supremo Tribunal Federal é “uma vergonha”, o passageiro reclama das posturas da Corte em relação a Dilma e Lula.

“Você quer ser preso?”, ameaçou o ministro, que estava no voo de São Paulo para Brasília, pedindo em seguida que o comissário de bordo chamasse a Polícia Federal.

 

Quando o avião pousou, o advogado que gravou o vídeo, identificado como Cristiano Caiado de Acioli, 39 anos, foi conduzido para prestar esclarecimentos na Superintendência da Polícia Federal em Brasília.

Até as 15h de hoje ele ainda estava detido. Em entrevista ao G1, afirmou que “Não me falaram por qual crime eu vou responder”. Justificou ainda que “Tratei ele [Lewandowski] com o pronome devido. Usei toda a etiqueta necessária. Fiz uma manifestação, é uma essência da Constituição. É um direito básico.”

Para Acioli a sua condução por um técnico judiciário foi “ilegal e abusiva”, classificando da mesma forma a conduta do ministro.

A justificativa do ministro é que pediu a prisão de Acioli porque ele “injuriou o STF como instituição”.

No vídeo, o advogado afirma: “Ministro Lewandowski, o Supremo é uma vergonha, viu? Eu tenho vergonha de ser brasileiro quando eu vejo vocês”.

Todo o caso teve grande repercussão, com a tag #MePrendeLewandowski ocupando o topo do Twitter durante toda a tarde. As pessoas que a utilizavam reclamavam do abuso de autoridade do ministro e também diziam sentir vergonha do STF.

Assista!

As informações são  do Gospel Prime

Comments

Comentários no Facebook

shared on wplocker.com