Paulo Henrique Amorim, da Record, ataca William Waack, afastado da Globo

Paulo Henrique Amorim, da Record, ataca William Waack, afastado da Globo

O jornalista Paulo Henrique Amorim, que comanda o programa Domingo Espetacular na Record, não ficou calado diante das declarações racistas do seu colega de profissão, William Waack, que o fez ser afastado do comando do Jornal da Globo, sua rival.

Em seu blog, o Conversa Afiada, ele fez um texto atacando William e, no título, aproveitou para incluir o jornalista Boris Casoy, que chegou a fazer comentários considerados preconceituosos no passado. “Todo Boris um dia solta a franga”, diz o apresentador.

“O suposto intelectual, de aparentes maneiras chiques, quando as luzes não estão acesas é um bárbaro preconceituoso e cruel, revelando não ter só os maus modos que quer julgar mas , mais que isso, revela-se sem humanidade”, disparou ele sobre Waack.

 

Ele destaca que o jornalista está “desgraçado profissionalmente para o resto da vida” e que “colheu o que plantou”. “Waack, depois de uma dúzia de anos como inquilino do pensamento dos Marinho, vai ganhar um pontapé. Vai ser jogado fora”, destacou Amorim.

Paulo Henrique destaca que, ao longo desses 12 anos no comando do JG, o jornalista falou as mesmas coisas no ar, “palavras de ódio e a discriminação”, que foram declaradas com palavras “menos duras” diante das câmeras, diferente do que foi vazado nesta semana.

Confira o vídeo legendado:

Com informações TV FOCO

Comments

Comentários no Facebook

shared on wplocker.com