Racismo: Juíza cita raça ao condenar réu negro por organização criminosa

Racismo: Juíza cita raça ao condenar réu negro por organização criminosa

“Em razão da sua raça, agia de forma extremamente discreta (…)”, disse a Juíza

Foto: Reprodução/TV Globo

Uma sentença proferida pela juíza Inês Marchalek Zarpelon, da 1ª Vara Criminal de Curitiba utiliza a raça de um réu para condenar jovem negro. Na ação, sete pessoas foram condenadas por organização criminosa. A decisão condenou Natan Vieira da Paz, de 42 anos, a 14 anos e dois meses de prisão por organização criminosa e por roubos no centro da cidade.
“Seguramente integrante do grupo criminoso, em razão da sua raça, agia de forma extremamente discreta os delitos e o seu comportamento, juntamente com os demais, causavam o desassossego e a desesperança da população, pelo que deve ser valorada negativamente (sic)”, disse a magistrada.
Segundo o G1, o presidente da OAB-PR, Cássio Telles, afirmou que vai pedir ao Ministério Público do Paraná (MP-PR) uma apuração sobre o caso para verificar se houve crime de racismo por parte da magistrada. O Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJPR) informou que a Corregedoria Geral da Justiça instaurou procedimento administrativo para apurar o caso.

As  informações são do Varela Noticias

Da redação capimgrosso.com.br

Comments

Comentários no Facebook

shared on wplocker.com