Indícios dão conta que a morte de Cacau aconteceu por vingança, informa Dr. Humberto Marino

Indícios dão conta que a morte de Cacau aconteceu por vingança, informa Dr. Humberto Marino

O Delegado de Polícia de Capim Grosso, Dr. Humberto Marino, informou ao REPORTERBAHIA, na tarde de quinta-feira, 12 de abril, que indícios dão conta que a morte de Antônio Carlos Silva Almeida, 39 anos, conhecido popularmente como Cacau, fato registrado por volta das 18:30min dessa quarta-feira, 11, na Rua Otávio Mangabeira, no Bairro Vicente Ferreira, leva a Polícia a entender diante do que está sendo apurado de que o ex-candidato a prefeito de Capim Grosso, nas eleições de 2012, pelo PSOL, foi morto por vingança. “Não podemos estar relatando o que está sendo trabalhado pela nossa equipe, mas a linha de investigação da polícia entende que venha ser um crime de vingança, diante de fatos registrados e apurados após o crime”, colocou Dr. Humberto Marino.

O corpo de Cacau foi sepultado às 17h, no Cemitério da Avenida ACM, acompanhado por familiares e amigos e um sentimento de muito pesar em torno do fato, que segue sendo investigado pela Polícia Civil, na pessoa de Humberto e sua equipe de trabalho.

Vale citar ainda que em 2017, Capim Grosso registrou onze assassinatos, incluindo ainda mais duas mortes de pessoas que mataram a Manicure, na esquina do PAFAC. “Em 2018, com pouco mais de três meses do novo ano, já estão sete assassinatos, uma tentativa de homicídio, no Bairro Vicente Ferreira, tendo como fato mais alarmante a morte da garota de seis anos, baleada na cabeça no dia 04 de março, quando seguia acompanhada dos pais e de seu irmão de apenas dois anos de idade. “Sobre esse fato, um trabalho muito forte está vem sendo realizado na cidade, envolvendo além da Polícia Civil, Ministério Público, com apoio sempre da Polícia Militar”, colocou Dr. Humberto Marino.

Sobre a violência em Capim Grosso, Dr. Humberto colocou com base em números trabalhados pelo JORNALTRANSAMÉRICA 2ª EDIÇÃO, tendo como parâmetro mortes que estão sendo registradas na cidade, que não reflete o dia-a-dia da cidade. “O que vem acontecendo em Capim Grosso, são resultados na sua grande maioria por conta do tráfico na sua grande maioria”, colocou o Delegado, que espera sempre contar com o apoio da sociedade. “Você não precisa se identificar”, ressaltou o Delegado.

Texto: Arnaldo Silva

Com informações Reporterbahia

Comments

Comentários no Facebook

shared on wplocker.com