Prefeita Lidya Fontoura PSD firma parceria para instalação de indústria de processamento de lixo

 Prefeita Lidya Fontoura PSD firma parceria para instalação de indústria de processamento de lixo

A Prefeitura Municipal de Capim Grosso, a fim de atender às exigências do Governo Federal, quanto à Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/10), que estabelece prazo até este ano de 2018 para a extinção dos lixões, buscou maneiras eficientes para que esse problema viesse a ser resolvido no município, pois caso não cumpra a regra, Capim Grosso, assim como as outras cidades, poderão responder por crime ambiental, com multas que variam de R$ 5 mil a R$ 50 milhões, respondendo os prefeitos por improbidade administrativa.

Nessa perspectiva, foi firmada uma parceria com a Empresa CONSEO – Consultoria, Serviços e Obras, de Salvador, do empresário Nelson Araújo, que atua como representante no Brasil da Empresa alemã Sutco RecyclingTechnik GmbH. A Corporação trabalha com sistemas de processamento de resíduos sólidos, trazendo alternativas econômicas e eficientes para o tratamento do lixo e a diminuição dos gases poluidores da atmosfera, sendo este o primeiro projeto a ser executado no Brasil.

A prefeitura entrará nessa parceria com a cessão de espaço para implantação da empresa por 30 anos, sendo prorrogável por igual período, terreno este que será localizado às margens da BR-324, depois do Km2, com a dimensão de 20 tarefas.

Em contrapartida, a Sucto receberá o lixo de Capim Grosso a custo zero, podendo assim fechar o lixão de uma vez, o município também receberá todos os impostos que serão adquiridos através do lixo na produção de energia elétrica e também do combustível CDR (Combustível Derivados de Resíduos), além do recebimento dos royalties do lixo que porventura venham a ser processados de outros municípios.

O representante Nelson explicou que a escolha de Capim Grosso se dá por uma das suas exigências de que a indústria fosse localizada na Bahia, e encontrou no município uma excelente localização geográfica para o transporte e fluxo dos materiais e mercadorias, além de outros empreendimentos em municípios próximos que já serão clientes da Sucto na compra do combustível CDR e das cidades da região que também precisarão extinguir os seus lixões, sendo esta mais uma possibilidade de negócio.

Nelson explicou ainda que, a forma como o lixo é processado, trabalha com uma das tecnologias mais avançadas mundialmente, que traz como preocupação a diminuição à quase zero de emissão de gases tóxicos à atmosfera, a exemplo do gás metano e dióxido de carbono, além de eliminar todo o odor dos resíduos por ser feito um tratamento a seco. Frisando ainda que, a tecnologia aproveita todo resíduo, sendo transformado em produtos a serem vendidos, como o CDR, o material reciclado, a energia elétrica e os resíduos finais que servem para composição de asfalto.

Pensando ainda na geração de emprego e renda para o município, ambas as partes estabeleceram o emprego das pessoas que trabalham atualmente no lixão no processo de reciclagem, onde serão todos cadastrados para serem contratados pela Sucto, para esta parte do processamento, dando mais condições de segurança do trabalho e estabilidade de renda. Além disso, a empresa também gerará muitos empregos diretos em diversas áreas para Capim Grosso.

O Processo de cessão do terreno passará pela Câmara de Vereadores para ser votado, logo após será assinada pelas partes o Termo de Cessão de Uso, e após esses processos espera-se que a empresa comece a sua instalação com maior brevidade. A Empresa tem seis meses para já concluir o Galpão onde será feito o primeiro processo de reciclagem do material, e mais 12 meses para a construção e funcionamento do empreendimento total, caso essas regras não sejam cumpridas o município tem o direito de rescindir o termo, dando assim uma maior segurança a esta parceria e a certeza de que a os recursos municipais sejam respeitados.

Confira a Planta em animação 3D, da estrutura similar que será instalada em Capim Grosso:

https://www.youtube.com/watch?v=6yH4fmsJQWY

Fonte/ FR NOTICIAS

Comments

Comentários no Facebook

shared on wplocker.com