Bahia: Pablo é processado por plágio; compositor nordestino pede R$ 2 milhões

Bahia: Pablo é processado por plágio; compositor nordestino pede R$ 2 milhões

90759-3

Assessoria do cantor não quis se estender no assunto, mas afirmou que é possível ver nas imagens que Pablo não fala que a música é dele

 

O cantor Pablo teve o nome envolvido em uma polêmica após uma participação no programa de Rodrigo Faro, exibido na Record aos domingos. De acordo com informações da coluna Terraço Paulistano, da ‘Veja SP’, o baiano foi processado por um compositor nordestino, Marinho de Almeida, sendo acusado de plágio e apropriação de música.

“O Pablo foi até o programa do Rodrigo Faro, na Record, em maio, e chorou ao cantar a música “Mãe”. Fez todos pensarem que ele tinha escrito para a sua própria mãe”, explicou Mônica Zilinskas, advogada dele.

O autor da canção acusa Pablo e pede R$ 2 milhões de indenização. O processo não afeta só o músico. Ainda segundo a publicação, a emissora e o apresentador também terão que pagar um valor ao compositor.

A assessoria do cantor não quis se estender no assunto, mas afirmou que é possível ver nas imagens que Pablo não fala que a música é dele.

Foto: Reprodução/iBahia

Fonte/ Acorda Cidade