Educação: Bellintani compara polêmica do ‘peixe’ a clonagem de placas de veículos

Educação: Bellintani compara polêmica do ‘peixe’ a clonagem de placas de veículos

Secretário da Educação declara que prefeitura “foi vítima durante todo o processo”

Guilherme-Bellintani

O secretário de Educação de Salvador, Guilherme Bellintani, traçou um paralelo do escândalo do peixe destinado à merenda escolar de Salvador, que estava exposto para venda em uma rede atacadista de supermercados de um município do interior de Goiás. Para o secretário, o caso é semelhante ao de uma clonagem de placa de carros que torna impossível a defesa imediata diante de provas contundentes.

“Especificamente em relação a esse caso não havia como se proteger. Eu comparei a uma placa clonada. Você está com seu carro em sua garagem, passa a noite toda dormindo em casa e de manhã é notificado porque estava trafegando a 200km/h, bebendo enquanto dirigia e, a prática, quando você foi ver não era seu carro. Era alguém com sua placa clonada. A prefeitura foi vítima durante todo esse processo. A gente tem um controle de tudo que entra no nosso setor logístico e de distribuição e a gente está disposto, naturalmente, a demonstrar isso claramente”, diz Guilherme Bellintani ao Varela Notícias, durante o evento do PSDB em Salvador, nesta quarta-feira (6).

Esclarecida a polêmica após o fornecedor do pescado ter assumido a autoria do erro por meio de nota, Bellintani deixa claro que o caso não deixou ‘sequelas’ por conta de um controle logístico rígido que diz ter a prefeitura, além da disposição empregada para resolução do problema.

“Eu enfrentei esse problema como enfrento qualquer um em minha vida. Partindo para resolver, para mostrar exatamente o controle da Prefeitura, o controle de como a gente tem conhecimento dos próprios processos. Foram dois dias de análises de documentos e demonstração do nosso próprio controle e felizmente tudo ficou superado e estamos preparados para qualquer problema que venha e se vier de novo, a gente está disposto a enfrentar”, conclui.

Foto/ Varela Noticias

Informações Varela Noticias