FHC diz que movimentação por impeachment é precipitada e “não faz sentido”

 

Principal líder do PSDB, ex-presidente discorda de tucanos, que apoiam o impeachment da presidente Dilma Rousseff

FHC

 

Na contramão do que pensa o PSDB, o ex-presidente tucano Fernando Henrique Cardoso afirmou que propor um impeachment da presidente Dilma Rousseff seria uma “precipitação”. FHC participou de um seminário ao lado de outros ex-presidentes latino-americanos no Fórum de Comandatuba, ilha localizada no município de Una, no Sul da Bahia. Para ele, “não faz sentido” especular sobre impeachment sem que existam provas concretas ou decisões judiciais sobre irregularidades cometidas pela presidente.

“Impeachment não pode ser tese. Ou houve razão objetiva ou não houve razão objetiva. Quem diz se é objetiva ou não é a Justiça, a polícia, o tribunal de contas. Os partidos não podem se antecipar a tudo isso, não faz sentido”, declarou o tucano. “Você não pode fazê-lo fora das regras da democracia, tem que esperar essas regras serem cumpridas. Qualquer outra coisa é precipitação.”

Recentemente, a oposição, liderada pelo senador Aécio Neves (PSDB-MG), afirmou que irá agir de forma conjunta para levar a questão do impeachment adiante  Cinco partidos: PSDB, DEM, PPS, PV e  PSD aderiram ao coro e vão aguardar um estudo jurídico encomendado pelos tucanos e juristas como Miguel Reale Júnior para decidir se vão ingressar com o pedido de impeachment na Câmara.

Fonte Varela Noticias