Prefeito de Ibititá é acusado de estelionato pelo MPF

Prefeito de Ibititá é acusado de estelionato pelo MPF

Prefeito era dono de empresa que realizou obras no município de Abaíra. Obras ficaram inacabadas

Ibititá

Foto: Blog Política Livre

O prefeito de Ibititá foi denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) por crime de estelionato. Segundo o MPF, o Edivley Souza Barreto teria obtido vantagem ilícita no valor de R$ 76.142,28, em detrimento da Caixa Econômica Federal (CEF). A denúncia é referente a obras no município de Abaíra, que fica a 593 quilômetros da capital baiana.Também está na lista de denunciados o engenheiro civil, Cláudio Palomo Tanajura, que teria atestado a execução de obra em desacordo com as especificações do contrato firmado, em 2008, entre a CEF e a prefeitura do município de Abaíra.

O prefeito de Ibititá era administrador da Papaleguas Construtora, Projetos e Comércio Ltda, empresa contratada para a construção da Praça São Francisco Pereira e a pavimentação de ruas na sede da prefeitura de Abaíra. Conforme a denúncia do MPF, a empresa teria utilizado material de qualidade inferior na obra e executado serviços em área inferior à prevista. O engenheiro acusado, Cláudio Palomo Tanajura, teria atestado falsamente a conclusão das obras.

Os acusados, caso sejam condenados, devem reparar o dano causado à Caixa Econômica, além de cumprir pena que vai de 1 a 5 anos de reclusão e o pagamento de multas. Caso o crime tenha sido cometido em detrimento de entidade de direito público, a pena poderá ser aumentada em um terço.

A denúncia ainda vai ser recebida pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em Brasília.

Fonte: Varela Noticias