Santaluz: Escolas organizam passeata no Pereira para homenagear professores encontrados carbonizados

 Santaluz: Escolas organizam passeata no Pereira para homenagear professores encontrados carbonizados

33839f0b-3dd9-46cd-bc1a-f521b942de36

Mobilização acontecerá na próxima segunda-feira (20), à partir das 14h, no distrito de Pereira.

O Centro Educacional Nicanor Tiburcio dos Reis (Centir), a Escola Municipal Antonio Nolasco da Silva e o Colégio Estadual Necy Novaes, localizados no distrito de Pereira, a cerca de 63 km de Santaluz, farão uma passeata para homenagear os dois professores Edivaldo Silva de Oliveira, conhecido como Nino, e Jeovan Bandeira, encontrados carbonizados dentro do porta-malas de um carro incendido às margens da BA-120 na sexta-feira passada (10). Nino foi identificado pela arcada dentária e enterrado na tarde desta última terça-feira (14)[ver], sob forte comoção, em cerimônia que reuniu familiares, amigos, ex-alunos e colegas de trabalho. O outro corpo ainda aguarda resultado de exames de DNA para identificação, mas familiares acreditam ser de Jeovan, já que ele está desaparecido desde a noite do crime.

“Faremos uma passeata em protesto pela paz e contra a violência, e em seguida um ato simbolizando o sepultamento de Jeovan, que tem familiares no Pereira e residia aqui. O intuito é tentar amenizar a dor e o sofrimento pela qual a família dele está passando. A mobilização está sendo organizada com o apoio de escolas municipais e estaduais, igreja católica e evangélica, Cras do Pereira e da sociedade em geral”, afirma a diretora do Centir, Égila Silva. “A comunidade está chocada. Não se tratou apenas de um crime, mas de um ato brutal e totalmente desumano”, completa Égila. A concentração será em frente ao Centro Educacional Nicanor Tiburcio dos Reis, a partir das 14 horas.

O crime envolvendo os professores mobilizou a população luzense, que saiu às ruas na manhã desta última segunda-feira (13) durante uma caminhada para pedir o fim da violência na cidade e uma solução para o crime. A manifestação organizada por diversas entidades reuniu cerca de sete mil pessoas e é considerada a maior já realizada no município.

O Caso
Os dois professores foram vistos deixando o Colégio Estadual José Leitão, onde trabalhavam, por volta das 22h de sexta-feira, e cerca de uma hora depois os dois corpos foram encontrados carbonizados dentro do porta-malas do carro de Nino, que foi incendiado às margens da BA-120. Ainda não há informações sobre a motivação, autoria e circunstâncias do crime. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil de Santaluz, com colaboração da Polícia Militar.

 

Fonte: Redação Notícias de Santaluz