Santaluz: réu é condenado a 14 anos de prisão por matar homem e forjar suicídio no distrito de Pereira

Santaluz: réu é condenado a 14 anos de prisão por matar homem e forjar suicídio no distrito de Pereira

csc_0347

Réu confessou ter matado homem em legítima defesa | Foto: Notícias de Santaluz

O lavrador Milton de Jesus, de 33 anos, conhecido como ‘Hollywood’, que confessou ter matado um homem identificado como Bento Barreto dos Santos, 54, conhecido como ‘Velhinho’, no distrito de Pereira, pertencente a Santaluz, em 8 de janeiro desse ano, foi condenado a 14 anos de reclusão em regime fechado. O réu foi condenado por homicídio triplamente qualificado, ou seja, por motivo torpe, pela forma cruel de assassinato e por não ter dado à vítima a possibilidade de defesa. O júri popular, que aconteceu no Fórum Desembargador José Maciel dos Santos, em Santaluz, terminou por volta das 16h desta última  terça-feira (13). A responsável pela acusação foi a promotora de Justiça Letícia Baird. Era esperado que o réu pegasse mais de 20 anos de prisão, sobretudo após ter assumido a autoria do crime, mas o que ocorreu foi o contrário. Graças a excelente atuação do advogado de defesa Cláudio José Morgado Leite, Milton conseguiu condenação mínima. O advogado disse que não vai recorrer da decisão.

 

Entenda o caso
O crime aconteceu no dia 8 de janeiro de 2016, no distrito de Pereira. Bento Barreto dos Santos, 54 anos, conhecido como ‘Velhinho’, foi encontrado enforcado dentro da casa onde morava, na Travessa da Bomba. Inicialmente, a suspeita era de que o homem havia cometido suicídio. Contudo, agentes da Guarda Civil Municipal (GCM), que estiveram no local do crime após ser acionados por populares, desconfiaram da maneira como a vítima foi encontrada e resolveram apurar o caso. Milton foi preso pelos agentes da GCM três dias depois e confessou o crime. Na ocasião, ele foi encaminhado para a delegacia da cidade, onde prestou depoimento e em seguida foi liberado. O homem voltou a ser preso no dia 14 de janeiro após ter prisão preventiva decretada pela Justiça. De acordo com as investigações, Milton teria matado Bento asfixiado com uma corda e simulado que a vítima teria se suicidado. O crime teria sido motivado após um desentendimento entre os dois.

Fonte: Redação Noticias de Santaluz