Saúde: Casos de microcefalia aumentam 75% na Bahia, segundo Ministério da Saúde

Saúde: Casos de microcefalia aumentam 75% na Bahia, segundo Ministério da Saúde

Número subiu para 316, e o estado continua terceira no ranking.

zika319006b57e4ed99c085bc00b08e65eb6

Foto: Reprodução

Um novo boletim epidemiológico sobre os casos de microcefalia foi divulgado pelo Ministério da Saúde nesta terça-feira (15). Foram registrados 2.401 casos notificados de microcefalia e 29 mortes em 549 municípios. Na Bahia o numero subiu para 316, e o estado continua em terceiro no ranking. Os dados foram divulgados em uma entrevista coletiva em Brasília e datam de sexta-feira (12)

Ao todo, 60 municípios baianos tiveram casos notificados. Sete mortes foram registradas na Bahia por microcefalia. Segundo a Secretaria estadual da Saúde (Sesab), até segunda-feira (14) Salvador registra 97 casos, o que equivale a 53,8% do total de notificações.

Seis novos estados notificaram casos suspeitos. São eles: Espírito Santo, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, São Paulo e Rio Grande do Sul. Pernambuco permanece o estado com maior número de casos: foram 29 confirmados e 17 descartados, mas nenhum desses bebês morreu.

Segundo o ministério, do número total de casos notificados, 134 casos já foram confirmados e 102 casos foram descartados. Em relação aos óbitos pela doença, foi confirmado uma morte e descartadas duas. As 26 outras mortes ainda são investigadas.

A coletiva foi conduzida pelo diretor de vigilância das doenças transmissíveis do ministério, Claudio Maierovitch. De acordo com o médico, o protocolo lançado na semana passada para os estados e municípios vai dar um novo panorama sobre os casos de microcefalia.  Mas alerta que ainda pode haver uma demora para que o protocolo seja colocado em prática.

Em todo país, são 18 laboratórios capazes de fazer as análises para a identificação do vírus. Cinco são de referências, e os outros 13 são laboratórios centrais dos estados que receberam capacitação.

Orientação

O ministério recomenda que as pessoas que vivem ou vão viajar para lugares onde há circulação do vírus Zika – sobretudo gestantes – se protejam do mosquito por meio do uso de repelente e de roupas como calças e camisetas de manga comprida.

 

(Foto: Reprodução)

Microcefalia

A microcefalia é uma malformação do crânio e está relacionada a diversos fatores, como alterações genéticas, infecções e uso de álcool e drogas. Há aproximadamente um mês, o Ministério da Saúde confirmou que o vírus Zika é um dos causadores dessa condição.

Assim como o vírus da dengue e da febre chikungunya, o Zika é transmitido pelo mosquito Aedes aegypti.O virus começou a circular no país este ano, principalmente na região Nordeste.

Ainda não há comprovação de que o virus Zika seja transmitido pelo leite materno.

Fonte/ Varela Noticias