Vereadora pede indenização de R$ 1 milhão por calúnia, difamação e injúria

83310-3

A vereadora Cintia Machado pede indenização de 1 milhão de reais e afirma que se a juíza acatar e houver uma indenização, o valor será doado para algumas entidades de Feira de Santana.

 

A vereadora Cintia Machado está processando na justiça a vereadora Eremita Mota. O advogado Péricles Novaes Filho deu entrada, no dia 17 de julho, no Fórum de Feira, na 2ª Vara de Sistemas dos Juizados, através da juíza Jaqueline Moreira Kruschewsky, em uma ação de calúnia, difamação e injúria.

/

A queixa crime contra a vereadora Eremita relata o caso que ocorreu no dia 20 de abril deste ano, quando, em sessão na Câmara Municipal, a vereadora afirma que a colega Cintia Machado forjava viagens para congressos e faltava bastante às sessões.

Na ocasião, Eremita disse que Cintia não é responsável dentro da função de corregedora da Câmara e que no período da Micareta ela teria faltado dois dias. Eremita disse que iria observar a frequência de Cintia nas sessões, pois o problema era antigo.

Em resposta, a vereadora Cintia disse que iria entrar com representação na Corregedoria da Câmara e na Justiça para que Eremita Mota prove que ela forja os atestados para fazer viagens. “Vou representar contra Eremita na corregedoria. Também vou entrar com uma ação na Justiça por danos morais, porque ela está denegrindo a minha imagem”, afirmou.

A vereadora Cintia Machado pede indenização de 1 milhão de reais e afirma que se a juíza acatar e houver uma indenização, o valor será doado para algumas entidades de Feira de Santana.

Fonte/ acordacidade.com

Foto/ Ney Silva