Vestibular da Uefs: candidatos consideram polêmico o tema da redação

82631-3

A redação abordou a presença de câmaras de vigilância nos diversos ambientes como forma de garantir a integridade do cidadão.

 

Candidatos inscritos no vestibular 2015.2 da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) consideraram polêmico o tema da redação, que abordou a presença de câmeras de vigilância nos diversos ambientes como forma de garantir a integridade do cidadão, inclusive de professores em estabelecimentos de ensino. A prova foi aplicada neste último domingo, primeiro dia do Processo Seletivo (ProSel).

A candidata Mariana Barros, que pleiteia uma vaga no curso de Direito, disse que é contra a utilização desse tipo de equipamento no interior das salas de aula. “As câmeras tiram a privacidade do aluno e do professor”, disse. Raquel Fernandes da Silva, também candidata ao curso de Direito, acha que, apesar de acreditar ser um mecanismo de segurança benéfico, as câmeras podem incorrer na inibição de alunos e professores, prejudicando a espontaneidade das atividades.

Para o estudante Victor Almeida, o tema da redação poderia estar relacionado à crise econômica vivenciada no país. Mas, afirma que, mesmo assim, gostou de discorrer sobre o assunto proposto. “Acho que câmera de vigilância pode inibir atos violentos, mas freia iniciativas de professores que lançam mão de métodos menos convencionais, interativos e inovadores”.

Dos 10.623 candidatos inscritos para disputar as 920 vagas distribuídas entre 25 opções de cursos, 1.723 deixaram de realizar as provas na manhã deste último domingo (12), totalizando um índice de abstenção de 16,6%. Também foram registradas quatro exclusões por porte de telefones celulares.

Nesse último domingo (12), foram aplicadas as provas de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira, Língua Estrangeira e Redação; segunda-feira, será a vez das provas de História, Geografia e Matemática; terça- feira, último dia, os candidatos respondem às provas de Física, Química e Biologia.

Sala de Espera

Acompanhantes dos candidatos, mais uma vez, participaram do programa Sala de Espera, que proporciona atividades recreativas durante as provas. Eles também tiveram a oportunidade de conversar com os gestores da Uefs.

O reitor Evandro do Nascimento Silva e a vice-reitora Norma Lúcia Almeida fizeram uma explanação sobre a trajetória da Uefs e o crescimento da instituição na última década, sobretudo no que diz respeito à Pós-Graduação em nível de Mestrado e Doutorado.

Evandro do Nascimento relatou aos visitantes que acompanha, há mais de 20 anos, a trajetória da Universidade para se consolidar como instituição socialmente referenciada. Ele citou a excelência dos cursos de graduação e pós-graduação, a qualificação de professores, a pesquisa e projetos de extensão. O reitor citou, ainda, a luta da comunidade universitária, como a mobilização de professores, “que realizam uma greve legítima, que luta por mais recursos para a educação de nível superior”.

Fonte/ acordacidade.com