Bolsonaro defende futura ministra da Agricultura após delações da JBS: “Tem nossa confiança”

 

Bolsonaro defende futura ministra da Agricultura após delações da JBS: “Tem nossa confiança”

Tereza Cristina (DEM-MS) teria oferecido incentivos fiscais à JBS, segundo reportagem da Folha de S. Paulo

Foto: FPA / Divulgação

 

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) saiu em defesa da futura ministra da Agricultura, Tereza Cristina (DEM-MS). Ele esteve neste domingo (18) no Rio de Janeiro e disse que ela “goza de toda confiança” da equipe do próximo governo. A parlamentar teve o nome citado em supostos acordos de incentivos fiscais com a JBS, segundo matéria da Folha de S. Paulo.

“Eu também sou réu no Supremo. Tenho que renunciar? Ela já foi julgada? É apenas um processo representado, [assim] como já fui representado umas 30 vezes na Câmara e não colou nenhuma”, afirmou Bolsonaro. “Sou um ser humano e posso errar. Se algum ministro tiver uma acusação grave comprovada a gente toma uma providência. No momento ela goza de toda a nossa confiança”, acrescentou.

 

Segundo a reportagem da Folha, delatores afirmam que a parlamentar assinou termos de Acordos de Benefícios Fiscais com a JBS, enquanto era secretária de Desenvolvimento Agrário e Produção do Mato Grosso do Sul. Ela também teria arrendado um terreno aos irmãos Wesley e Joesley Batista. A deputada também é apontada como receptora de R$ 103 mil da JBS durante a campanha eleitoral.

As informações são do Varela Noticias