Ex- governador do Rio de Janeiro Garotinho é preso pela PF durante programa de rádio por fraude eleitoral.

Ex- governador do Rio de Janeiro Garotinho é preso pela PF durante programa de rádio por fraude eleitoral.

Garotinho é preso pela segunda vez em menos de um ano | Foto: Inácio Teixeira/ Coperphoto

O ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho foi preso na manhã desta quarta-feira (13) pela Polícia Federal enquanto apresentava seu programa na Rádio Tupi, em São Cristóvão, na capital fluminense. Os agentes cumpriram mandado de prisão domiciliar contra o político. Garotinho foi levado para o município de Campos (RJ), onde terá de ficar recolhido em sua casa. A prisão foi determinada nesta quarta pelo do juiz Ralph Manhães, da 100ª Zona Eleitoral. Segundo informações do Congresso em Foco, o magistrado também determinou que o ex-governador utilize tornozeleira eletrônica, fique impedido de usar telefone celular e tenha contato apenas com familiares próximos e advogados. Para o juiz, a prisão de Garotinho é necessária porque, segundo o magistrado, há fortes indícios de que o grupo liderado por ele segue cometendo crimes, destruindo provas e ameaçando testemunhas. Manhães também o condenou à prisão em regime fechado por corrupção eleitoral, associação criminosa e supressão de documentos públicos. Mas a sentença só poderá ser cumprida se for confirmada em julgamento na segunda instância. De acordo com o juiz, quando era secretário de Governo da administração de Rosinha, em Campos, Garotinho desviou R$ 11 milhões do programa municipal Cheque Cidadão, de assistência a famílias carentes, para um esquema paralelo pelo qual candidatos a vereador distribuíam cartões eletrônicos, com R$ 200 cada, para potenciais eleitores.

Com informações NOTICIAS DE SANTALUZ