Ex-ministro da Fazenda, Joaquim Levy aceita convite para presidir BNDES

Ex-ministro da Fazenda, Joaquim Levy aceita convite para presidir BNDES
Informação foi confirmada pela assessoria de imprensa de Paulo Guedes, futuro ministro da Economia

Foto: Ebc
Folha Press
O ex-ministro Joaquim Levy assumirá o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) na gestão de Jair Bolsonaro. A informação foi confirmada nesta segunda-feira (12) pela assessoria de imprensa de Paulo Guedes, futuro ministro da Economia.
Levy foi ministro da Fazenda de Dilma Rousseff no primeiro ano do segundo mandato da presidente e acabou afastado após a tentativa frustrada de fazer um ajuste nas contas públicas. Nesta segunda (12), o executivo se despediu de colegas do Banco Mundial, onde ocupava o cargo de diretor financeiro. Ele deve se incorporar à equipe de transição.
Assim como Paulo Guedes, Levy é doutor pela Universidade de Chicago, no EUA, berço de economistas liberais. A escolha de Levy para o cargo foi divulgada pelo jornal O Estado de S. Paulo neste domingo (11). Outros cotados para integrar a equipe econômica de Bolsonaro que foram ventilados são Ivan Monteiro, presidente da Petrobras, e Mansueto Almeida, secretário do Tesouro. A sua permanência nos respectivos cargos, contudo, não foi confirmada até o momento.
As informações são do Varela Notícias