Pesquisa indica que cresce o número de mortes violentas entre adultos jovens

Pesquisa indica que cresce o número de mortes violentas entre adultos jovens

 

acidente-estatistica-20-brumado-agora

Foto: Wilker Porto | Brumado Agora

Segundo levantamento realizado pelo estudo “Estatísticas do Registro Civil 2015”, cresce o número de mortes violentas entre adultos jovens. A pesquisa foi divulgada nesta quinta-feira (24) pelo IBGE, e a chama atenção para a elevada mortalidade dos homens no grupo de 20 a 24 anos de idade.  O relatório aponta que este fenômeno ocorre tanto em falecimentos naturais (ocasionado por causas biológicas) quanto por óbitos violentos (provocado por agentes externos, como acidentes de trânsito, afogamentos, suicídios e homicídios). No caso de morte natural, um indivíduo do sexo masculino de 20 anos tem 2,2 vezes mais chances de não completar os 25 anos do que se fosse do sexo feminino. Quando considerado os óbitos por causas violentas, um homem de 20 anos teria 10,4 vezes mais chances de não chegar aos 25 anos do que uma mulher. Este índice se acentuou significativamente nos últimos anos. O estudo cita ainda quea quantidade de óbitos por causas violentas tem diminuído em estados do Centro-Sul do país, como o Rio de Janeiro. No Norte e Nordeste, este percentual é cada vez maior. O registro do IBGE não classifica a natureza da morte — ou seja, não é possível dizer, por exemplo, o número de homicídios ou mortes de trânsito.

Fonte/ Brumado Agora