Polícia Federal abre inquérito para investigar FHC sobre envio de dinheiro à ex-amante

Polícia Federal abre inquérito para investigar FHC sobre envio de dinheiro à ex-amante

FHC ministra palestra em fórum de Varejo da América Latina
FHC ministra palestra em fórum de Varejo da América Latina

A Polícia Federal abriu na última sexta-feira, dia 26, um inquérito para investigar o envio de recursos ao exterior do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso para a ex-amante Mirian Dutra.

 

Na semana passada, a jornalista disse que recebeu 3 mil dólares mensais entre 2002 e 2006 com um contrato fictício com a Brasif, empresa que controlava free shops em aeroportos no Brasil. O dinheiro seria para complementar a renda da pensão do filho que eles tiveram, Tomás.

A revelação foi feita por Mirian Dutra, com quem o político do PSDB manteve um caso extraconjugal entre 1980 e 1990. Ele também teria bancado dois abortos.

Documentos obtidos pela colunista Mônica Bergamo mostram que o acordo previa a transferência de US$ 3 mil por mês e foi firmado em dezembro de 2002 – quando FHC ainda estava no poder – entre a jornalista e a companhia Eurotrade, empresa da Brasif Exportação e Importação com sede nas Ilhas Cayman.

Em nota, Fernando Henrique Cardoso nega ter utilizado a Eurotrade, mas admite manter contas fora do Brasil e ter mandado dinheiro para o filho, além de presenteá-lo com um apartamento de 200 mil euros – o equivalente a R$ 890 mil – em Barcelona.

Fonte/ Adelson Carvalho

Foto: Reprodução