Politica: Conselho de Ética adia novamente votação de parecer sobre cassação de Cunha

Politica: Conselho de Ética adia novamente votação de parecer sobre cassação de Cunha

9iiijme688_8fszx9da14_file

Manifestantes realizaram protesto durante sessão

 

Sob gritos e vaias contrários ao presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o Conselho de Ética adiou pela quinta vez, nesta terça-feira (8), a votação do parecer do deputado Fausto Pinato (PRB-SP), que sugere o prosseguimento do processo de cassação do mandato do peemedebista por suposta quebra de decoro parlamentar.

Uma nova sessão foi convocada para esta quarta-feira (9), às 13h30, quando já será aberta a votação do processo.

O presidente do Conselho de Ética, deputado José Carlos Araújo (PSD-BA), justificou o encerramento da sessão de hoje dizendo que não “atropelaria o Regimento”.

“Eu não vou atropelar o Regimento. Eu não quero amanhã ser taxado de ditador. Eu não vou deliberar nada nesse instante”, disse.

A sessão desta terça-feira deu continuidade aos debates entre parlamentares favoráveis e contrários ao pedido de cassação apresentado pelo PSOL e Rede Sustentabilidade no dia 13 de outubro pedindo o afastamento de Cunha. Araújo deu prosseguimento à lista de parlamentares da última sessão inscritos para falarem.

Manifestantes ligados ao PT, PDT e PCdoB levaram cartazes para o plenário pedindo a saída de Cunha. Araújo pediu para que os manifestantes baixassem os cartazes e a segurança foi reforçada.

 

Na primeira sessão que analisaria o relatório da representação, uma manobra de Cunha no Plenário suspendeu a reunião do conselho. Uma semana depois, o deputado Sérgio Brito (PSD-BA) e outros aliados de Cunha pediram vista do processo.

Na segunda-feira (7) Cunha decidiu remarcar para hoje a sessão que elegeria os membros da comissão especial que analisará o pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.

Fonte/ Varela Noticias