Seleção sente pressão, só empata de novo e sofre “chuva de vaias” no DF

Seleção sente pressão, só empata de novo e sofre “chuva de vaias” no DF

 

Neymar disputa jogada contra a marcação iraquiana: Brasil passou em branco novamenteimagem: Celso Junior/Getty Images

O nervosismo misturado a ideias que não funcionaram novamente fizeram a seleção masculina de futebol empacar pelo segundo jogo seguido em Brasília, pelos Jogos Olímpicos. Na noite deste domingo (7), debaixo de muitas vaias e diante de um público impaciente, a equipe brasileira ficou no 0 a 0 contra o Iraque.

Sem fazer nem sofrer gols, o Brasil passa de favorito até o início da competição a conviver com o risco de eliminação real no Grupo A. Quando enfrentar a Dinamarca na quarta (10), em Salvador, o time de Rogério Micale estará na vice-liderança, com só dois pontos, empatado com o Iraque em todos os critérios. Se enfim vencer, avança. Qualquer outro resultado deve ser fatal.

Fonte: Uol Esporte