Site de Marco Feliciano é invadido com protesto anti-homofobia

Vixe. O deputado federal e pastor Marco Feliciano (PSC-SP) teve seu site invadido no domingo, dia 7, mesmo dia em que aconteceu a Parada do Orgulho Gay na Avenida Paulista, em São Paulo.

A página exibia uma mensagem contra o preconceito e tocava uma paródia da música I will survive, da cantora americana Gloria Gaynor. O parlamentar é alvo de críticas por declarações consideradas homofóbicas.

Na tela, era possível ver uma imagem de Jesus Cristo de rosto negro, com um fundo de arco-íris. O texto colocado pelos hackers era: “Marco Feliciano, você acaba de tomar no aparelho excretor. Abaixo o preconceito”. O portal, no fim da tarde deste domingo, já estava com funcionamento normal.

A brincadeira ainda tinha uma referência a O Boticário, marca de perfumes que causou polêmica ao incluir um casal gay em uma propaganda. O episódio foi alvo de diversas brincadeiras e provocações ao parlamentar nas redes sociais durante este domingo.

Feliciano reagiu com irritação aos ataques. No Twtiter, disse que os “hackers-gays” são financiados por “ONGs que se alimentam dos cofres públicos, por destilarem sua intolerância e seu preconceito”. Ainda afirmou que a invasão do site mostra que seu “trabalho em proteger a família precisa continuar”.

O deputado também reclamou da referência à marca de perfumes. “Nunca falei nada do Boticário. Mas me acusam do que ñ (sic) fiz”, afirmou, em seu perfil oficial. “Menos ódio”, acrescentou. Segundo ele, os evangélicos vão continuar orando, sem atacar ninguém.

Foto: reprodução
Fonte: adelsoncarvalho650x375_brasil-pastor-marco-feliciano-site-hackeado_1527138-250x144