Arena 2017: Cobras e Fluminense se classificam para as semifinais.

Foram realizados dois jogos na tarde deste sábado (18) pelas quartas de finais do Campeonato da Arena Capim Society edição 2017.

Na primeira partida da tarde o confronto foi entre o Boca Junior x Cobras de Miguel Calmon, na fase de grupos o Boca Junior tinha sido o primeiro colocado na classificação geral, já a equipe dos Cobras foi última equipe a conseguir a classificação se classificando com a última vaga que dava acesso as quartas de finais.

Com a bola rolando os torcedores presentes nas dependências da Arena foram presenteados com uma grande partida de futebol, com ambas as equipes mostrando um jogo com um nível técnico muito elevado dentro de campo o que tornou a partida muito equilibrada e a torcida vibrava muito na arquibancada a cada jogada.

Como prova do total equilíbrio da partida com o apito final dos árbitros o jogo acabou ficando empatado em 2×2, sendo também que ambas as equipes desperdiçaram algumas oportunidades claríssimas de converter em gol, com o resultado a partida então foi para a prorrogação onde seria disputado dois tempos de 10 minutos cada, para conhecermos o primeiro semifinalista da competição.

Na prorrogação as equipes buscaram a todo instante converter as oportunidades em gol, a equipe do Boca Junior teve uma oportunidade incrível de sair na frente, em um contra-ataque saíram dois jogadores do Boca Junior contra o goleiro do Cobras onde o então artilheiro da competição o atacante Oséias teve uma chance de ouro podendo finalizar ou tocar a bola para que seu companheiro convertesse em gol, o atacante optou pela finalização parando em uma boa intervenção do goleiro George do Cobras. Como se diz no ditado do futebol  “quem não faz, leva.” O Cobras foi eficiente na oportunidade que teve e abriu o placar na prorrogação, na comemoração do gol o jogador Nego que fez o gol comemorou próximo ao banco de reservas do Boca Junior, foi ai onde o treinador do Boca Jr, Ricardo Xureck acabou dando um pisão no atleta da equipe adversária, gerando assim um princípio de tumulto, onde a arbitragem acertadamente expulsou o treinador do Boca Jr. Com o apito final ao fim da prorrogação a equipe do Cobras acabou se classificando ao vencer pelo placar de 1×0 e garantindo assim a sua classificação e eliminando o atual campeão Boca Junior. Vale ressaltar também a atitude repugnante do treinador do Boca Jr, Ricardo Xureck que deferiu palavras de baixo escalão contra membros da comissão organizadora da competição por ter sido expulso no lance do pisão no jogador adversário e argumentando ele que nada teria feito, onde todos que estavam presentes nas dependências da Arena viram claramente a atitude do treinador em pisar no adversário.

Os gols da partida foram marcados por: Kisso 01, Uillian 01 para o Boca Junior, Tiago Vermelhão 01, C D 01 e Nego 01 esse último na prorrogação deram a vitória ao Cobras, os cartões amarelo foram para Cimar e Erisvélton do Boca Jr e para C D, Nego e Danrlei do Cobras.

Boca Junior ( foto de partida anterior ). Foto: Woton Baiano

Boca Junior: 1-Bruno, 2-Uillian, 4-Rodrigo, 5-Neguinho, 6-Kisso, 7-Cimar, 8-Erisvélton, 9-Oséias, 10-Bita, 11-Binho, 12-Rú, 14-Rone, 15-Clécio, 16-Rodriguinho, 18-Tita.

Cobras / Foto: Woton Baiano

Cobras: 12-George, 2-Samuel, 4-C D, 5-Tiago Vermelhão, 6-Nego, 7-Tadeu, 8-Neto Santa Cruz, 9-Francisco, 10-Balotelli, 11-Danrlei, 13-Berg, 14-Weslei, 1-Lula.

No segundo confronto da tarde se enfrentaram o Fluminense Várzea do Poço x Real Várzea da Roça, onde tivemos um jogo eletrizante e cheio de grandes jogadas das duas equipes destacando as atuações dos goleiros Gel do Real e Mamá do Fluminense que fizeram muitas defesas difíceis dificultando e muito a vida dos atacantes, as duas equipes tinha em seus elencos bons jogadores, onde vale ressaltar a presença em campo do jogador Rogério Rios que atuou pelo campeonato Baiano deste ano defendendo as cores do Atlântico e entrou em campo para defender a equipe de sua cidade natal o Real de Várzea da Roça.

O Real estava vencendo até os acréscimos da partida onde nos instantes finais o Fluminense conseguiu empatar a partida em 1×1. Com o empate no tempo regulamentar a partida foi para a prorrogação, logo no início da prorrogação o Fluminense abriu o marcador restando como única alternativa para o Real ir para o ataque e logo obteve êxito em sua investida conseguindo empatar o jogo, com o fim da prorrogação empatada também em 1×1 assim como  no tempo regulamentar a decisão para conhecermos mais um semifinalista foi para as penalidades máximas, onde iriamos ter 3 cobranças de cada equipe.

Os jogadores selecionados para as cobranças foram: Elder, Deizinho e Má para o Fluminense e Joãozinho, Marcola e Rogerio Rios cobrariam para o Real. O goleiro Mamá do Fluminense defendeu a primeira cobrança do Real por sua vez o Fluminense converteu todas as cobranças e venceu ao final por 3×1 e se garantindo na semifinal do Arena 2017.

Os gols da partida foram marcados por: Deizinho 02 para o Fluminense sendo um gol no tempo normal e outro na prorrogação e Rogério Rios 01, Joãozinho 01 esse último na prorrogação marcaram para o Real, os cartões amarelo foram para: Má, Bruno, Rafael, Nego Nem e Deizinho para o Fluminense, Rogério Rios, Bubú, Joãozinho e Marcola para o Real.

Fluminense / Foto: Woton Baiano

Fluminense: 1-Mamá, 2-Má, 3-Ediones, 4-Fabricio, 5-Bodinho, 6-Bruno, 7-Rafael, 8-Nego Nem, 9-Elder, 10-Deizinho, 11-Cal, 12-Rogério, 16-Catatal.

Real / Foto: Woton Baiano

Real: 1-Gel, 2-Rogério Rios, 3-Bubú, 4-Nenei, 5-Zael, 6-Igor Tiago, 7-Alan, 8-Sabido, 9-Joãozinho, 10-Marcola, 11-Ricardinho, 12-Colinho, 13-Van, 14-Leleu.

Os árbitros responsáveis pela arbitragem nas duas partidas foram Alfio Pinto e Nego Gene ambos da cidade de Conceição do Coité, que fizeram um bom trabalho e tiveram as duas partidas em todo o momento em seus absolutos controles garantindo assim a integridade dos atletas dentro de campo.

Árbitros / Foto: Woton Baiano

Da redação do capimgrosso.com.br

Texto e Fotos: Woton Baiano