Capim Grosso:Vereadores querem mais carros pipas atendendo a zona rural

Capim Grosso:Vereadores querem mais carros pipas atendendo a zona rural

Na seção da Câmara de Vereadores da última terça feira, 01, os edis falaram sobre os bons reflexos que a prestação de serviço traz, quando o trabalho é bem realizado, porém, reclamaram sobre a falta de carros pipas para abastecer a zona rural.

Palavra do Presidente – Prof Ney falou do importante encontro de prefeitos e vereadores do consórcio da Bacia do Jacuípe, informando que as estradas vicinais serão reformadas através da Secretária de Infraestrutura do estado e investido um recurso de no mínimo 1 milhão de reais, com audiências para consultar a população. O Vereador pediu que a população participe das audiências públicas, pois além dos investimentos vai gerar também empregos na região.

Bruno Vitor – Pediu o apoio dos pares da Casa, para que resolva a situação dos carros pipas, onde essa despesa não pode ser cortada, pois existem pessoas que estão esperando a água há 30 dias. Pediu ainda que a Casa envie um oficio para ao Secretário de Agricultura. Parabenizou o médico e ex prefeito da cidade, DR Pinheiro, pela passagem do seu aniversário.

Gilberto Alves – Pediu a troca de lâmpadas no povoado do Peixe e a reforma do ponto de ônibus da comunidade de Melancias. Também requereu a colocação do calçamento onde a Embasa fez um serviço e é necessário recolocar as pedras no lugar.

Frank Neto – Comentou da importância de um trabalho feito com dedicação e o reflexo que ele traz para a comunidade, com esforço para economizar e agora os resultados vem com as filmagens do vídeo monitoramento, e em relação aos semáforos as pessoas estão tendo mais respeito e quem avança o sinal já está sendo multado. Também comentou sobre a presença do SEINFRA e o que Capim Grosso tem se tornado diante dos olhos do Governo, no momento que a cidade foi escolhida para ser o projeto piloto com a cidade recebendo estradas qualificadas para o melhor deslocamento para os moradores.

Vanderley Araujo – Cobrou que a população acompanhe mais o trabalho da Casa e que possa fazer as cobranças sabendo do que está cobrando, pois no dia de Audiência Pública as pessoas não vem a Casa. Comentou sobre a importância das rádios em relação ao legislativo para mostrar o trabalho dos edis. Pediu que o Secretário de Agricultura venha se empenhar mais. Adiantou que a futura prefeita vai entrar com comprometimento e informou que será um parceiro da gestão, mesmo não sendo vereador. “As pessoas as vezes não reconhece mais o trabalho do vereador é independente desse reconhecimento, os que passarem a reconhecer ficará mais fácil para deixar Capim Grosso melhor”, disse. Lembrou que a Rua Caiçara melhorou bastante após ser feito a rede de esgoto e todos os vereadores se preocuparam com o local, com canos de 150 e caixas bem feitas.

Samoel Moto Taxi – Disse que se passaram quatro anos debatendo assuntos polêmicos, e deu o nome de Regulação da Morte, onde ainda há pessoas que defendem. Em um acidente em Agua Nova a paciente chegou na Upa e o médico com medo de transferir e o Governo exige que segure o paciente aqui e não dá condições, e uma medica resolveu transferir e a cidade de Feira de Santana aceitou e não está melhor porque demorou de ser transferida. “As policlínicas do Governador Ruy o vento já levou”, disse. “O engraçado é uma política que tem gente que se aproveita para tirar votos. Repudiou esse tipo de marketing para ganhar as eleições e depois abandona o povo”, adiantou. Relatou que quando o projeto chega para o homem do campo já não tem mais necessidade, como o homem do campo fica 30 dias se humilhando por um carro de água, não é fácil chegar e achar uma cisterna seca e não ter dinheiro para comprar um carro d’água. Comentou ainda que os assuntos nas rádios da cidade é o descaso da iluminação pública, se tem um setor e não atende é melhor fechar as portas.

Antônio de Braz Comentou sobre o encontro do Consorcio da Bacia do Jacuípe, e ficou a cobrança pois a população a quem interessava o assunto não compareceu. Disse que é motivo de alegria e honra a cidade ser o projeto piloto, e vai servir diretamente aos agricultores e “é uma pena as pessoas que moram na zona rural não ter participado”, comentou. Adiantou que a região será uma das beneficiados, com demandas no Rio do Peixe, Lagedo, Tigre, Gato e que todos irão ser atendidos a depender das demandas. Informou que o STTR fez um encontro com o banco do nordeste comemorando 10 anos do Agro Amigo e na oportunidade foram debatidos melhorias. Informou que o Agro Amigo já investiu 780 mil reais em Capim Grosso. Disse ainda que foi crido o conselho nutricional para alimentos saudáveis, e melhorar a qualidade de vida das pessoas. “Na última sexta feira obtiveram 148 propriedades medidas e enviados para que as pequenas propriedades recebam seus títulos de terra. Disse também que a política passa, o mandato passa, mas a seca chega no tempo dela e que é necessário mostrar capacidade até o último dia do mandato e precisa que as maquinas façam a limpeza das aguadas.

Vado Verdes Mares disse que se o projeto realmente acontecer vai dar certo, inclusive para beneficiar o homem do campo, para locais onde a água passa em estradas. Disse conhecer algumas passagens de água não passam veículos em tempo de chuva. Comentou que em todos os lugares colocam câmeras e avisam que a partir de uma certa data começa a autuar no trânsito, “todos os colegas deveriam sentar e pedir a polícia que se faça um anuncio, distribuindo panfletos que indicam a partir de que dia será autuado.

14955965_1705444239783231_8575880138752443624_n

Foto/ Facebook da Cámara

Fonte/ Facebook da Cámara