Nota sobre a Hanseníase

No último sábado dia 24 de janeiro foi celebrado o dia nacional de combate a hanseníase,  ouça a entrevista que o coordenador da vigilância  epidemiológica Máguibe  Rangel concedeu na tarde de ontem dia  26 de janeiro para o programa musical dentro da noite da radio contorno FM , na manha de hoje o coordenador nos emitiu a seguinte nota:

A hanseníase é ma doença crônica, infectocontagiosa, cujo principal agente etiológico é o Mycobacterium leaprae. A doença é transmitida de uma pessoa doente que não esteja em tratamento para uma pessoa saudável suscetível .

A hanseníase tem cura, mas pode causar incapacidade física se o diagnóstico for tardio ou o tratamento não for realizado adequadamente, pelo período preconizado , já que atinge pele e nervos .

A taxa de prevalência de hanseníase caiu 68% nos últimos dez anos, no Brasil, passando de 4,52 em 2003 , para 1,42 por 10 mil habitantes, em 2013 .A queda é resultado das ações voltadas para a eliminação da doença , intensificada nos últimos anos. Em 2013 , o Brasil registrou 31,044 casos novos da doença com incidência de15,44/100 mil habitantes na população geral .

No município de Capim Grosso –BA atualmente são , 1,42 casos por 10 mil habitantes , uma queda de 68% em dez anos, o que mostra o esforço de eliminar a doença do pais .

O ministério da saúde recomenda que as pessoas procurem o serviço de saúde ao aparecimento de manchas , de qualquer cor, em qualquer pare do corpo , principalmente se essa mancha apresentar diminuição de sensibilidade ao calor ao toque .

Após iniciado o tratamento a pessoa para de transmitir a doença quase que imediatamente . O diagnóstico precoce feito em crianças e adolescentes é fundamental para a queda de cadeia de transmissão da doença .

Entrevista em áudio:

hanseniase

 Reprodução  do texto Gevas Rosa

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.