Prédio da antiga Cesta do Povo será doado à Aec-Tea

Prédio da antiga Cesta do Povo será doado à Aec-Tea

A instituição de educação e cultura Aec-Tea Associação e Ponto de Cultura da Bahia, que no próximo dia 28 de Julho de 2019 completa 20 anos de serviços prestados a comunidade capimgrossense e região, acaba de ser agraciada com a concessão de uso do espaço da antigo prédio da Cesta do Povo de Capim Grosso.

ENTENDA O CASO

Desde o ano de 2016 quando a instituição teve que sair do espaço da sua antiga sede onde funcionou por quase 15 anos, a Aec-Tea funciona sem sede consolidada e, mesmo assim, não parou suas atividades. Nos últimos 4 anos as dificuldades tem sido muitas e inúmeras batalhas foram travadas na tentativa de se afirmar em um novo espaço: meses de aluguel, muitas conversas e reuniões com a Prefeitura de Capim Grosso na tentativa de conseguir a doação do espaço da antiga delegacia ou a doação de um terreno para uma futura construção, até chegar ao atual momento no qual a Aec-Tea funciona no espaço do antigo correio, emprestado pela gestão do colégio CETEP e do Estado.

Durante esse período a associação tentou a concessão de uso da “casa do juiz” onde perdeu para gestão municipal para o funcionamento do Centro de Especialidade, com isso foi preciso reunir forças e encontrar outra alternativa na busca da sua nova sede, então que surge a proposta de conseguir a cessão de uso do prédio da antiga Cesta do Povo.

Para conseguir a permissão de uso do prédio da Cesta do povo a Aec-Tea Associação contou com a apoio mais que espacial e imprescindível da Deputada Estadual Neuza Cadore e do Deputado Federal Afonso Florence, que ao saber da história e da atuação da Aec-tea se mostraram sensíveis a causa e se comprometeram em ajudar a instituição a chegar na tão sonhada sede própria.

A deputada Neusa Cadore esteve presente na assinatura do documento de cessão de uso do espaço da Cesta do Povo a instituição de educação e cultura Aec-Tea Associação, que aconteceu nesta quarta-feira aos 29 de maio de 2019, juntamente com a represente legal da instituição a presidenta Dr. Luciene Rosa dos Santos (Ló) e Laura Protásio Diretora de Administração de Bens e Imóveis –DBI/SUPAT-SAEB. A cessão só foi possível porque a Aec-Tea cumpre função social compatível com as prerrogativas do Estado da Bahia na construção de uma sociedade justa e igualitária.

 

HISTÓRICO DA INSTITUIÇÃO

A Aec-tea é uma entidade sem fins lucrativos fundada em 28 de julho de 1999 por um grupo de jovens profissionais e estudantes da cidade de Capim Grosso, Bahia. Nos primeiros anos após sua fundação a entidade investiu em trabalho de base com um grupo de voluntários locais e internacionais, realizando uma mobilização entre as escolas oferecendo os cursos de inglês por estrangeiros vindo de vários países. De 2002 a 2008 a entidade focou suas atividades na área educacional de incentivo e apoio a atividades socioeducativas, com a realização de programas de rádio comunitário, palestras e projetos aplicados em pré-escolas do município.

No decorrer destes anos foram desenvolvidas ações voltadas à formação e educação social dos indivíduos. Deu início há algumas atividades culturais como: o Cinema das Mangueiras, o projeto MBB (Música Bacana Brasileira) e artesanato. Em 2009 a entidade foi contemplada com o edital “Pontos de Cultura” e ampliou a oferta cultural iniciando os cursos de fotografia e teatro. Em 2010, para a fortificação do cinema das mangueiras, a entidade foi selecionada e aplicou o projeto Cine Mais Cultura. No mesmo ano, realizou a 1ª Feira Cultural patrocinada pelas ações do Banco do Nordeste. Desde então, já são 7 edições da feira.

Em 2011, a partir do edital Demanda Espontânea do FCBA, ganhou a oportunidade de publicar o Livro Fotográfico “Capim Grosso” composto das fotografias dos educandos/as do curso. Em 2012 foi contemplado no edital “Jovens Multiplicadores de Cultura” com um projeto que focou a fomentação de ações musicais com o projeto Música Bacana Brasileira e Samba de Roda e Piegas. Ainda em 2012, escreveu para o Edital de Ações Continuadas, do FCBA, estando hoje trabalhando também com percussão Nordestina, Fotografia e Saraus. Além de ter conseguido realizar, por apoio da comunidade artística regional e da própria CESE a 3ª edição da Feira Cultural.

Hoje a instituição continua oferecendo os cursos de teatro, fotografia, dança, apoiando eventos que promova os artistas locais e regionais, aberta para eventos da comunidade e fazendo as aplicação para vinda dos novos voluntários internacionais.

 

CAMPANHA PARA REFORMA

A diretoria da Aec-Tea associação informa que a batalha para a doação do terreno pela gestão municipal ainda continua, pois uma permissão de uso tem tempo determinado e a instituição busca sua sede própria. Informa também que a partir desse momento inicia-se a campanha para a reforma e reestruturação do espaço da cesta do povo, para que a mesma possa funcionar em plenitude e oferecer o melhor do serviço público comunitário a cidade de Capim Grosso e região, pois o prédio encontra-se sucateado.

 

 

ASCOM AEC-TEA

Com informações FR NOTICIAS

Da redação capimgrosso.com.br